Cura para a Vida e Família

    Em nossas reuniões, no Amor Entre os Povos, uma delas é o CULTO DE CURA PARA A VIDA E FAMÍLIA, dirigida pelas mestras: Ligia Monteiro da Silva e Gloria Maria, são realizados todas as quartas-feiras, às 20h, com consultas espiritualistas com o Mestre Vitório Marcolino que também ministra o Curso de Massagens.

     Às quintas-feiras, às 20h, o mestre José Ianni, juntamente com as mestras Izabel Aparecida Borin e Neide da Silva Freitas, faz a caminhada de Nossa Senhora da Divina Trindade

     Aos sábados, às 9h, com o TRABALHO DE CURA DOS METEOROS, com todos os mestres e mestras do Amor Entre os Povos, que é dirigido por mim, com o auxilio dos mestres: José Ianni, Vitório Marcolino e com a participação especial do Mestre Osmar Rubens Jeycic e da Mestra Anna Toledo Leme, para alcançar a elevação de mente por intermédio dos Meteoros.

    Esse trabalho é um dos mais importantes, onde os mestres Lécio Rodrigues Geraldo e Dirceu Ferreira Caetano ficam na preparação geral de energias para os que necessitam da parte física e de abertura de caminho; e nas aplicações de:

     Trabalho dos Meteoros as Mestras Ana Tonini de Almeida e Rosely Peres; de Magnetismo e Bálsamo a Mestra-Professora Maria Iselda Moda Ferreira Caetano; de Bionergia a Mestra Neide da Silva Freitas; das Runas a Mestra Izabel Aparecida Borin e na distribuição da Bionergia a Mestra-Professora Catarina Irene Schmitz, e os demais mestres e mestras ficam na concentração de receber e passar as energias necessárias para cada participante, sem contar com a participação dos monges e monjas.

     Esta reunião é uma ENERGIZAÇÃO MAIOR PARA A SAÚDE FÍSICA E ESPIRITUAL e ABERTURA DE CAMINHO PESSOAL E PROFISSIONAL, que traz às pessoas e a sua família, a alegria de viver e ser útil a si mesmo e de ter a "Paz" em qualquer situação.

     Também é feito orientações, por mim, sobre o equilíbrio entre corpo, mente e espírito (vidas passadas), sobre a ajuda nas soluções de problemas de ordem espiritual e também no equilíbrio das emoções para atingir objetivos tanto pessoais como profissionais, através do Trabalho dos Meteoros, buscando a cura de sequelas de outras vidas.

     Esse trabalho já é realizado há muito tempo.

     Bem, vou falar de um e-mail que recebi de uma senhora, muito aflita porque o seu comportamento com as pessoas estava totalmente mudado. Segue o seu relato: "Já não tenho paciência para escutar aquele blábláblá das amigas que antes adorava, para não ofendê-las fico pensando: "Por que não me levanto e peço desculpas e me retiro", mas tenho medo de perder minhas amigas de tanto tempo e magoá-las. Em casa me tornei explosiva com os meus filhos."

     Ela é mãe de duas filhas (gêmeas) com 15 anos e um filho com 10 anos, que estão numa idade que precisam mais dos pais e, também, com o esposo ela só gritava, que na maior parte ele saia xingando e batendo a porta. No serviço ninguém das amigas e amigos não conversava mais com ela, os patrões não a mandava embora porque é uma funcionária muito capaz e também conversam com ela o necessário.

     Com o tempo passou a observar que no serviço ficava mais no banheiro chorando, e em casa, no seu quarto também chorava arrependida e se prometendo mudar, ou melhor, voltar a ser o que era e me enviou uma mensagem (bem, era mais um romance), mas não tinha o nome completo e a data de seu nascimento para poder ajudá-la.

     Então lhe respondi solicitando os seus dados, no qual demorou muito para me enviar e quando me retornou, não me lembrava mais da história e o nome dela na mensagem não batia com o endereço do e-mail, e também, me enviou a taxa que é cobrada na consulta, pelo correio, fiquei na dúvida em responder.

    Enviei nova mensagem explicando que eu não achava certo o que ela estava fazendo e devolvi o dinheiro.

    Daí a alguns dias o dinheiro voltou, claro o seu nome ainda não era o verdadeiro, então escrevi para ela novamente informando isso.

   Silêncio total por um ano. Esqueci totalmente, até que me respondeu com o seu nome verdadeiro, então enviei a consulta e passei o seu tratamento, no qual fiquei muito contente.

     Numa outra mensagem escreveu que tinha adquirido o que recomendei, mas sem fé, só respondi-lhe: "Faça, mas com fé". Silêncio total.

    Cinco meses se passaram e me mandou uma nova mensagem, agradecendo, que realmente tinha se livrado da "ansiedade depressiva", que estava novamente feliz com a família e principalmente com o esposo.

     Conclusão: foi o seu esposo que me enviou o e-mail pedindo o tratamento para ela e aos poucos a convenceu que não custava tentar.

     O importante é que ela ficou curada.