Raios Que Vem do Céu

        Temos tido grandes tormentas que acabam gerando uma incrível variedade de fenômenos meteorológicos, raios deslumbrantes que é um espetáculo a parte que assustam as pessoas, porque estes raios destroem e ceifam a vida humana, temos visto aqui em Ribeirão Preto, mas a cidade de Santa Rita de Passa Quatro é onde acontecem as maiores violências de raios formando um espetáculo maravilhoso que traz muito pavor, em Ribeirão Preto, também além dos trovões aterrados, chuvas torrenciais, granizadas devastadoras, rajada de vento borrascoso e inclusive chuvas de animais.

         Uma tormenta se forma quando uma corrente ascendente de ar quente e úmido transforma em uma pequena nuvem do tipo cúmulo num denso cumoloninho de 10 a 25 km de altura e cerca de 8 km de largura em menos de uma hora. É nesta corrente de ar que ascende e onde descem correntes de ar mais frio, ai vem grandes turbulências que é bem dentro da nuvem. Ai forma a rápida corrente ascendente que favorece a formação de gotas d água, vidros de gelo e as colisões entre estes elementos que acabam gerando cargas elétricas que acabam provocando relâmpagos, e tudo isto são formados pela velocidade dos meteoros que formam as correntes secas e úmidas que se transformam em grandes espelhos de gelos que nas grandes colisões se transformam em trovões, raios de forças elétricas fortíssimas.

         O mérito, para isto deve-se a um norte americano chamado Benjamin Franklin (1706 – 1790) em julho de 1752.

         Franklin fez voar uma pipa confeccionada com lenço de seda, introduzindo numa nuvem de tormenta perto da extremidade da corda, atou uma chave metálica. Ao aproximar a mão da chave, saltaram faíscas violentas para ver quando formam temporais, é tudo pelas forças dos meteoros.

         Mas, em 1909 um cientista sueco chamado Engelstad resultou morto a tentar repetir a experiência de Franklin. Por estudos nossos já chegamos à conclusão que os meteoros fazem parte da Lei da Atração, a grande massa de nuvens é penetrável por qualquer objeto, mas em qualquer momento elas podem sofrer grandes variações, porque a força da Lei da Atração é a parte forte do nosso planeta é só formado pelas uniões de forças do nosso globo com as dos meteoros que formam a Lei da Atração que formam as nuvens, e quando mudam em qualquer determinado momento está produzindo no mundo 1.800 tormentas elétricas, o que significa 600 raios por minuto.

        O canal por onde circula o raio é tão fino como um lápis e se aquece até uma temperatura de 30.000C em menos de um milésimo de segundo, isto faz o ar quente do canal se expandir com enorme rapidez, originando uma onda de choque que produz um ruído que se chama trovão.

        Quero dar outros exemplos da Lei da Atração, como as chuvas de animais, pela mesma atração do nosso pensamento. Se temos pensamentos bons recebemos coisas boas, se temos pensamentos negativos recebemos coisas ruins.

        Vou comentar certos acontecimentos reais. É muito comum termos chuvas de raios, peixes, caranguejos, girinos, caracóis, minhocas e inclusive larvas de moscas.

        Para pessoas que vêem cair semelhante chuva sobre suas cabeças, o fenômeno constitui um mistério inexplicável. Os cientistas procuram explicar estes prodígios atribuindo-os às tormentas. As correntes de ar de tormentas que atingem os 96 km/h ou mais a tremenda sucção de um tornado ou uma tromba d'água podem contribuir em ocasiões excepcionais a força necessária.

        Se a tormenta passa sobre um rio ou um lado artificial pouco profunda, pode absorver todo o seu conteúdo arrastando-o a grande distância antes de deixá-lo cair. Porém em alguns casos segue sendo difícil de explicar, e são tão extraordinários que passaram à lenda.

       No século IV produziu-se no distrito grego de Quersoneso uma chuva de peixes que durou três dias. Caíram tantos peixes que bloquearam as ruas.