A Força dos Meteoros

           O planeta que habitamos é conhecido como Planeta Terra. Vive nos surpreendendo constantemente e as nossas teorias que vão se modificando no dia a dia é chamada de evolução. Nós espiritualistas – quero deixar bem claro que somos contra o progresso –, nós somos mais pela evolução porque ela nos traz tranquilidade, paz, amor e alegria, e tantas outras coisas positivas.

            A evolução é mais lenta que o progresso, ela é perfeita em tudo que cria e faz; quanto ao progresso ele é rápido, não muito criativo e destruidor; segue um pequeno exemplo: “A evolução é para que devêssemos conservar a natureza”, porque ela traz um bem-estar a família e a evolução mental (que seria bem maior que a atual), assim estaríamos bem mais perto do Deus Natureza e da natureza Deus. Os nossos princípios seriam mais perfeitos porque seríamos mais humanos e quanto ao progresso é o contrário, acaba com a natureza e não temos a oportunidade de usar a nossa mente positiva e criadora, de paz e família, porque estamos no mundo das construções retilíneas, dos edifícios e atualmente não teríamos essa população seria bem menor e teríamos tranquilidade.

           Bem, vamos falar de nosso mundo atual que é cheio de maravilhas e mistérios. Os retilíneos de cimento armado e ferro que são os prédios, uma superpopulação que traz desgastes ao movimento de rotação e translação e os mistérios que assistimos da natureza reagindo contra a maldade humana.

           Hoje o nosso Globo Terra de que habitamos nada mais é de uma superfície feita de rocha maciça que flutua em lava fundida e que dá volta através do espaço, tudo que fazemos nessa fina camada: plantações que cavamos fazendo jardins ou plantando alimentos. Tudo. A água que usamos para lavar o rosto, o corpo e escovar os dentes; tudo para o bem estar de nossos filhos; fazendo sexo ou indo para o trabalho, estamos passando pela imensidade do espaço interestelar, junto à superfície de um planeta rochoso e protegido apenas por uma camada fina de atmosfera habitada, tendo muito mais mistérios que está confundindo a vida normal a bordo de uma nave espacial planetária aparentemente tão vulnerável.

           Vamos observar a beleza e a perfeição da rotação da Terra que dá volta a uma velocidade acima de 950 km horários e ao mesmo tempo o grande movimento de translação do Planeta em redor do Sol, que impõe uma velocidade de 95 mil km/hora em nossa órbita. Tudo isso pela força maior como já falamos que o nosso globo Terra, esse planeta admirável foi construído pelos meteoros, se fundindo entre si rocha dura (rocha mole / água / rocha combustível líquida / areia / fogo etc).

          Por isso afirmo que somos “filhos dos meteoros”. Somos ainda pequenos vermes que ainda não sabemos o que é melhor para nós e que desejamos o mais prático e o mais rápido e assim vamos destruindo o nosso lindo planeta Terra.

          O nosso Sol, com seus planetas subordinados ainda não ocupa uma posição especial no Universo, porque sabemos que tem milhões de sóis no Universo e todos rodeados e cercados por milhões de estrelas que formam uma galáxia espiral que por sua vez é uma ilha no meio do oceano cósmico.

          Esta galáxia foi batizada pelos nossos antepassados de via láctea, por suas inumeráveis estrelas que formam um quadrado gigantesco, belo e de um potencial enorme de energias. Com certeza somente os cientistas sabem que esse contexto cósmico das nossas vidas, já que tem a transcendência cosmológica que se intromete em nossa vida cotidiana e nós nada percebemos, para nós é a vida. É um sistema de energia que nos traz na verdade, e nem sabemos quem somos?

          O Sol e a Lua são as causas dos mares e o Sol é o motor da máquina do nosso clima, são energias que invadem o nosso dia-a-dia, com manifestações diárias com a suas variações ao longo de milênios e provocadas por variações na órbita e rotação da própria Terra. Todo esse conhecimento nós achamos que somos tão evoluídos não são exatos em suas teorias, seguem cheias de mistérios, aspecto do mundo real que não tem explicações. Ainda há quem acredite saber como afetam o nosso planeta, a nossa vida, as influências cosmológicas, mas a realidade é bem outra, a nossa ignorância é total sobre esses acontecimentos, porém tudo isso devemos a essa energia maravilhosa dos “meteoros” que nos faz viver, esse seria na era da evolução, hoje teríamos um conhecimento maior sobre a nossa existência e iríamos nos preocupar com sexo para ter habitantes mais estudiosos e importantes uns para os outros porque estamos fora da realidade vivendo um mundo que na verdade não é real porque a grande maioria ignora que somos “filhos dos meteoros” e que Deus está subdividido em rocha (dura) e rocha (mole), rocha (combustível), rocha (fogo) e etc.