Nosso Mundo

             O nosso mundo – o planeta Terra, por mais que os cientistas e os estudiosos pesquisem, não imaginam as surpresas que ele pode nos fornecer. Já em minhas aulas ressalto a formação do nosso planeta “Terra”, que é formada por sete partes de meteoros diversos, que são: Meteoro Rocha Dura, Rocha Mole (água salgada), Rocha (meteoro), Rocha (fogo), Rocha (areia), Rocha (terra), Rocha Mole (água doce) e o vento, tudo isto forma o nosso Globo terrestre que nos traz o vegetal e tudo mais para a nossa sobrevivência, e também, grandes fenômenos e surpresas, hora bem agradável, outras desastrosas (que eliminam mais de cem mil vidas humanas de uma só vez) e outras que são verdadeiros espetáculos, como aconteceu no dia 14/Nov/63, houve uma violenta explosão vulcânica sob as frias águas ao sul da Islândia, anunciou um dos acontecimentos mais espetaculares e misteriosos da época moderna, a formação de uma nova ilha – Surtsey. Os cientistas estudaram essa ilha que sempre traz grandes novidades para o mundo, muitos afirmam que a sua terra é estéril e outros ainda continuam a estudar.

            Apesar de ser objeto de admiração por parte do mundo, os cientistas se mantêm cautelosos a dar uma opinião a respeito. Mas, nós espiritualistas sempre estamos estudando tudo por intermédio dos meteoros, dos vulcões em cima da terra e embaixo, no fundo do mar, dos grandes rios que são os verdadeiros poros aonde vem às erosões litorâneas, a erosão fluvial e a erosão eólica. Os grandes estudiosos lutam para descobrir a veracidade destes fenômenos que até hoje não temos uma afirmativa convincente.

            Porém, é muito simples para nós espiritualistas, é a Lei da Atração que envolve o nosso Planeta formado de meteoros e os meteoros que circulam em alta velocidade pelo Universo e, aqui na Terra há muitas experiências atômicas que mexeram com os movimentos principais do nosso Planeta, que é principalmente o movimento de rotação e translação e daí toda esta balburdia que estamos assistindo de grandes belezas, e que chega a crueldade de ceifar milhões de seres humanos.

           Falo de movimentos violentos que caminham pelas maravilhas do nosso Planeta, desde o familiar ao insólito. O mistério de tanta beleza e de crueldade que nos deixam quase sem expectativas para o nosso Planeta, e ele reage de acordo com a violência que recebe dos seres humanos em geral, daqueles que jogam lixos nos bueiros, nos rios e no mar e dos grandes estudiosos que inventam bombas que abalam o nosso Planeta.

            A natureza está se rebelando contra a humanidade.

            O pensamento de M. Porty já responde o que a humanidade tem que aprender: “A verdadeira filosofia é reaprender a ver o mundo”.