Meditação Espiritualista

        O que nós pensamos em uma meditação? Meditação traz muita confusão, mas trago o que li há alguns anos no livro "Magia Pratica". Você já refletiu sobre as numerosas transformações pelas quais passa uma partícula de alimento antes de tornar-se pasta integrante do organismo? Ora, a analogia nos ensina que a sensação que não é em suma, mais do que o alimento do ser psíquico, deve sofrer também sérias transformações antes da sua completa assimilação.

        O trabalho físico pode ser considerado sob três pontos de vistas gerais:

  1. Filtração das sensações pelos órgãos dos sentidos e condensação deste trabalho para produzir as idéias;
  2. Fixação das idéias;
  3. Digestão da idéias constituindo a origem do pensamento.

        Os órgãos dos sentidos representam para a sensação, o que a boca, o estômago e o intestino representam para os alimentos, órgãos de separação e de primeira transformação. Estas idéias, uma vez produzidas, são análogas ao Chylo e condensadas na memória como o Chylo é condensado (em grande parte) no fígado.

        Chardel definiu a memória como uma reação da inteligência sobre sensibilidade, os fenômenos da dupla consciência e do hipnotismo vem dar um singular apoio a esta definição.

        Mas, aí, detém-se o trabalho do homem impulsivo, do homem rude, do homem reflexo, cujo tipo ideal é o funcionário público: meticuloso, rotineiro e sem iniciativa. Em compensação, aí começa a ação do machista, que considera a memória tão cara aos pedagogos atuais, como uma faculdade puramente passiva.

        Quando o Chylo foi condensado no fígado não terminou ainda sua evolução, a circulação se apoderá novamente dele e o arrastará até ao pulmão onde, segundo Luiz Lucas, corroborado pelos modernos histologistas, certos glóbulos brancos se transformam em glóbulos vermelhos. Ora, na circulação psíquica a este primeiro trabalho todo rudimentar, etc, outro muito complicado: "o da digestão das idéias produzidas e armazenadas. Ao que sente vai suceder a ação do que pensa, ação muito mais elevada e a qual não atingem senão alguns seres humanos 'ter idéias', é sentir, ter pensamentos é criar." disse Faber d'Oliver,

        A meditação é o exercício do pensamento, é a origem do desenvolvimento das faculdades latentes do homem, inclusive o dom da profecia e o êxtase.

        Posso ainda orientar que para fazer a meditação devemos estar com a higiene corporal em ordem e não pode estar com o estômago cheio e nem vazio, procurar um lugar calmo e silencioso e se elevar para a meditação.

        Boa meditação.