O Erotismo da Alma

Erotismo da alma, é o amor, que cura e ensina aos parceiros, a circularem energias um para o outro, indo além de um simples toque físico, sentindo uma conexão elétrica e quando se ama, a alma participa por inteiro, entregando-se ao verdadeiro amor.

Perto ou distante, fechando os olhos, sentirão a fragrância gostosa um do outro, sentem-se como se estivessem se tocando fisicamente. A parte elétrica da alma faz com que esses seres se sintam unidos para todo o sempre.

O nosso universo é formado por diversas categorias de átomos, existem átomos físicos, astrais, mentais, múltiplos e etc. Os átomos “Devi Prakritti” são aqueles que vulgarmente o chamamos de “tesão”, é ele que traz o prazer do corpo, um ao outro e o prazer da gloria.

Outros átomos dão o poder ou a força, e são conhecidos na linguagem Yogui, como “Brahma Shakti” (energia divina), foi então que o preconceito levantado, há muito tempo, pela religião Católica Apostólica e Romana, que o prazer era pecado porque só tinha a participação do corpo.

Sei que ficará muito curioso ao ficar sabendo qual é a participação da Energia Divina, ela funciona assim: “Junto com o “Brahma Shakti” estão os corpúsculos de alegria, de felicidade ou de glória”, assim, resume-se que a parte divina participa diretamente do ato sexual, agindo desde o início, no primeiro contato com o corpo, assim as duas partes, a corpórea e a divina se unem, numa parte gostosa de prazer.

Então, fica comprovado que essa relação foi abençoada, por quê?

Não existe na verdade nada que possa derrubar este ato, porque desde o primeiro contato até o orgasmo de ambas as partes foram abençoadas, é porque houve o contato dos corpos e o contato divino.

Então, cai por terra que somente os atos sexuais verdadeiros são abençoados por atos religiosos, o simples contato de corpos dos parceiros foi recebido pelo ato divino e consagrado, e a partir de aí se nascer uma criança, os pais, mesmo que não sejam casados, terão que criá-lo com muito carinho e amor, porque o amor existiu e foi consagrado.

Vou mais além ainda, aquela mulher que cede o seu corpo, ela tem que ser respeitada porque ela permitiu um ato de amor consagrado (Divino) mesmo se nada aconteceu, não concebeu, o respeito deve existir, porque os dois seres chegaram à sensação final.

Preste bem atenção, não estou de forma nenhuma apoiando este tipo de atitude, mas quero deixar bem claro aos jovens e adultos, que este ato tem que ser muito respeitado, onde foi realizado pelo livre arbítrio dos dois seres, então, as pessoas irão responder pelos seus erros, porque o livre arbítrio irá passar para a Lei do Retorno e com certeza receberão uma lição muito enérgica para aprender a respeitar o sexo, como um ato de amor e de vida.

O nosso corpo físico é sutil, absorve e acumulam as energias nos chacras (centro de força sutilis do nosso corpo) e o chacra sexual está constantemente atraído e assimilado ao “Brahma Shakti” que é a força da vida e das moléculas da felicidade (prazer).

Infelizmente, nos dias de hoje é praticado o sexo entre pessoas, que no dia seguinte, elas mesmo nem sabe com quem foi praticado. Devemos aprender o grande poder que esse ato formou, o sêmen se organiza com os espermatozoides que formam criaturas, seres maravilhosos.

Todo ato sexual bem ou mal praticado, podem trazer um resultado muito bom para o lado divino que é a gloria, mas, também podemos no ato sexual expulsar o sêmen e perdemos uma grande quantidade da força da vida e daí poderemos ter uma formação de seres genéticos imperfeitos, porque ao alcançar este estado de felicidade sexual (orgasmo), os armazenamentos dos corpúsculos não foram guardados com a glória divina como deveria ser.

Então, jovens senhores conquistadores e mulheres que procuram levar uma vida fácil, enfim, a todos os traidores da glória divina, prestem bem atenção, as traições cometidas por vocês, poderão surgir seres marcados pelo resto da vida e com certeza as suas almas não terão paz.