Você é Filha (o) de Deus?

Eu lhe faço uma pergunta: Você é filha (o) de Deus?

E a resposta é sempre a mesma. Sim, sou filha (o) de Deus.

Então, eu lhe faço outra pergunta: Por que você vive reclamando de tudo? Da falta de dinheiro, que não é amada (o), que é triste, que está sempre doente e que parece que o mundo está contra você. E por que você vive brigando e xingando? Fazendo fofocas? Menosprezando as pessoas? Desrespeitando as leis de trânsito? E as leis morais da ética? Por que você mente? Por que não paga os outros só por prazer? Que bate na família? Por que se entrega ao vício de drogas? Por que rouba os outros? E que mata por pequenas coisas? Por que faz maldades contra os animais? Por que procurar criar conflitos para tirar vantagens ou só pelo prazer? Por que você gosta de dar conselhos, mas, no entanto não segue o que diz? Por que não dá socorro a ninguém? Por que trai as pessoas por prazer ou difama as pessoas para prejudicá-las? Você finge que tem fé, mas não a tem!

E depois diz que é filho de Deus!

Não está certo!

Lógico que não pode ser filho de Deus, Deus não castiga, Ele protege as pessoas que agem assim, são elas que vivem afirmando que são filhas de Deus por serem caridosas.

Deus dá oportunidade para que as pessoas aprendam a usar o seu “Livre Arbítrio” e todos os males que praticam por via oral ou de movimento, terá a oportunidade e será julgada pela sua Lei do Retorno. Ela vai aumentando de acordo com os procedimentos de cada um, se melhorar, mesmo que seja aos poucos, a sua “Lei do Retorno” será aliviada, caso ao contrário, irá piorar.

Mas, já tive grandes oportunidades de assistir pessoas e amigos que melhoram muito e chegaram a terem grandes merecimentos e passaram a serem aceitos pelos familiares, estas pessoas souberam aproveitar as oportunidades que foram dadas a elas.

Agora, não vou enganá-lo, não foi nada fácil para estas pessoas redimirem de seus erros, mas quando estavam desanimando, elas me procuravam e eu as ajudava, e o resultado, é que adquiriam autoconfiança e voltavam para os exercícios que eu passava para elas. Essas pessoas voltavam a viver com grande disposição e conseguiram superar os desafios momentâneos, e o que faltavam a elas, era voltarem a serem aquelas pessoas queridas de antes.

Tenho exemplo de um casal, que há muitos anos atrás, fizeram tratamentos para se livrarem do vício das drogas e depois sumiram, alguns anos mais tarde eles retornaram dizendo que queriam ser pessoas normais.

Fizeram o curso comigo novamente e desta vez eles foram muito aplicados, e voltaram a ter vidas normais, tiraram a mágoa e o ódio que sentiam, e, no depoimento de ambos, falaram que tiveram uma grande dificuldade de tirar a mágoa e o ódio dentro de si, por causa do tóxico (drogas fortes) que eles ingeriam.

Eles têm razão, mas com dedicação tudo é possível, porque ficar lutando com um fantasma mental, o melhor é voltar à vida e ser feliz, em fazer felizes todas às pessoas ao seu redor, principalmente, os seus familiares.

Jesus, sempre afirmava Eu vim para servir”, e é assim que nós devemos pensar com todo amor que sentimos por Jesus.

Vou ilustrar com um pensamento de Alberto Montalvão: Não deixe impressionar pelos indolentes e atrofiados de espírito. Lute valentemente contra a adversidade. Não confie na sorte, todo triunfo nasce da luta”.

Gente, o Magistralem Speculum cura tudo, ele traz a Paz individualmente, só que não adianta pressa, tem que ter Paciência.