Perdão e Nossos Objetivos

PERDÃO

Ouço muito dizer que a palavra perdão pesa demais e deixa a pessoa totalmente humilhada, quando se escuta assim: “Eu lhe perdoo, mas não me faça isso outra vez”.

Também acho que quem usa esses dizeres não estão perdoando a pessoa referida, estão mesmo querendo, é humilhá-la na frente de pessoas amigas.

"Errar é humano! E estender a mão para a pessoa que está pedindo desculpas ou perdão ou, oferecer a ela um sorriso, seria mais educado da parte da pessoa afetada, e menos constrangedor para a pessoa que está às vezes pedindo o perdão, porque esta pessoa já chegou à conclusão que tinha errado, eu penso que é assim que se deve agir.

Já assisti muitos casos iguais a este, e muitas vezes pessoas simples pedindo desculpas ou perdão a alguém que se diz religioso e que passa a humilhar ao extremo a quem está pedindo o perdão, de chegar ao ponto, que a mesma se arrepende de ter pedido desculpas ou perdão e com isso, muitas delas ficam magoadas com quem se dizem muito religiosas. A meu ver, ninguém precisa ser humilhado, e é uma pena que muitos se afastam de religiões não somente pelo motivo de ter sido desculpado, mas, também de ter sido humilhado.

Não dizem por aí que um erro não justifica outro? Por que ainda tem pessoas que tem o prazer, somente para satisfazer o seu ego, em humilhar o pedinte?

São assim que eu vejo essas situações mencionadas acima. Como religioso que sou eu seria incapaz de fazer isso, e ainda assim faria o seguinte, falaria à pessoa que esta pedindo perdão: “Pra que isso? Não carece pedir perdão”, e daria um belo abraço nela e com um sorriso nos lábios ou com um piscar de olhos acrescentaria: “Amigo, é você que tem que me perdoar”.

 

NOSSOS OBJETIVOS

Temos o direito de esforçar-nos pelos nossos objetivos e não esquecendo-nos que devemos as nossas experiências de vida e de fé para quem esta perto de nós. Observando que começa com a nossa família e a partir daí, para o nossos amigos de trabalho, que são companheiros da mesma luta e para todos os lugares em que possamos estar sendo assim: para a nossa comunidade, cidade, estado e país, enfim, para este mundo em que vivemos.

Este pensamento eu escrevi baseado na minha “”, de não ter medo de ser bom no que faço e para as pessoas que convivo, pelo menos é o que eu tento ser, mas dou o direito a vocês, caros amigos leitores, de estar certo ou não.

A “” é a coisa mais linda que um ser humano pode ter, eu penso que a tenho, mas, também, eu não tenho medo de me colocar num julgamento de vocês, mas esse é o meu ponto de vista.

Tenho grandes amigos que são verdadeiros companheiros e irmãos. Acredito que eles não são somente isso, eles significam muito mais para mim, e acredito que eles são meus, mas não só meus e que eu não possa dividi-los com todos, de repente, esse sentimento de amor faz com que tudo vira família, sim família de sermos irmãos, pais, tios e avós. Não é lindo?

É por isso que nós nos tornamos uma comunidade lutando e torcendo um pelo bem do outro, e cada um dando tudo de si para o sucesso do outro, e, assim formamos uma linda cidade e que todos nós temos orgulho de viver nesta cidade, formamos uma força total e grande demais e que, com isso, se torna um maravilhoso Estado. Sentimos orgulho de sermos nós e esse orgulho nos transforma em um País, que nos ampara, protege e ama a nós, e isso se torna algo fenomenal, e com mais essa união formamos o Mundo ─ o Nosso Mundo.

Somos governados sim, por presidente, senadores, deputados federais e deputados estaduais, governadores, prefeitos e vereadores.

Então vamos parar e pensar: Quantas pessoas mandam na gente, sem que a gente perceba?”.

E depois temos a grande decepção, àqueles em que votamos são pessoas que se transformaram e passaram a criar novos impostos e também a aumentar os impostos já existentes. E quanto a nós? Resta-nos lutar para viver.

Citei essa pequena parte para lembrá-los: que ninguém pode falar que ninguém manda em mim”.