Quer Ter Uma Mente Criativa? - Parte I

Sempre ouvimos de pessoas, de palestrantes ou, lendo em revistas e em jornais, observamos então como é muito importante a criatividade, porque no mundo dá-se muito valor para as pessoas que realizam algo maravilhoso que ao ser lançada para o universo, atenta outras pessoas também a imitá-lo na sua descoberta ou na sua palestra; e essa imitação é bem próxima de pensar ou agir, quase igual ao autor no seu modo de pensar e agir.

Mas, a pessoa que procura imitar a outra pessoa, faz isso porque ela tem a mesma capacidade ou pelo menos pensa igual a pessoa imitada. Se a tentativa é de executar o que a outra pessoa fez, de forma nenhuma não dará bons resultados.

Acontece isso porque a imitação exterior, com certeza será criticada por muitos, pelo simples motivo: a imitação exterior é inútil e irá resultar em grandes fracassos, porém, a imitação interna com certeza irá trazer resultados muito favoráveis, por quê? Porque ela irá trazer e desenvolver a capacidade necessária para a pessoa que a está executando.

E nada impede executar uma imitação, ou melhor, a imitação se fixa na ideia, a partir dali, você pode fazer outra ideia e desenvolver grande capacidade de executá-la, o sucesso será instantâneo porque o seu cérebro irá trabalhar na criação de outrem, algo bem melhor e mais útil, porque você executou e viu que já existia oportunidade de uma grande evolução, pensando internamente antes de fazer externamente.

Contudo, os estudos dos seus esforços e a dedicação para obter os resultados de imediatos no mundo exterior, você poderá ter esquecido algo importante a fazer, de lançar a sua ideia internamente para o externo, mesmo assim não irá conseguir sucessos imediatos, apenas proveitosos e secundários, porque ainda terá que trabalhar e transformar os resultados obtidos de uma grande importância.

Nesse ponto de vista, o seu esforço de transmitir algo diferente e não ser aceito pelo mundo é porque a sua concentração foi fixada na atenção da realização de coisas externas, a sua mente permanece muito tempo fixa nas coisas artificiais porque se você obteve pela sua mente a capacidade de gostar do lançamento, a sua mente ficou fixa nas coisas superficiais perdendo toda a capacidade e a sua dedicação para executar coisas de real valor.

Também poderá acontecer se tiver o desejo de ser excessivamente prático, visto que a sua mentalidade se tornará tão objetiva que a sua consciência se afastará de tudo o que possui riqueza, qualidade e valor, mas se a sua mente der toda atenção às coisas externas, nunca irá pensar numa novidade nas qualidades internas necessárias para cuidar inteligentemente das coisas em geral, porém terá condições de procurar realizar as suas atividades sem o conhecimento e as forças necessárias para o seu bom cumprimento.

Deverá pensar muito, estudar demais o seu objetivo que se esquecerá de prevenir-se com as coisas indispensáveis para realizá-lo perfeitamente, mas o bom será que você veja o que foi lançado e adorou. Apure mais a sua criatividade internamente e parta dali para algo melhor, onde irá encontrar o verdadeiro sucesso que você melhorou e não imitou, a única imitação fica aí para o autor que lançou, foi a ideia. Nunca deixe se levar por aquele desejo de vencer o inimigo, foi tão vivo que o fez esquecer-se da punição.

Deixe isso de lado se teve ideia naquela leitura que fez do lançamento de alguma coisa, não se exponha ao ridículo, aperfeiçoa aquilo que tanto o encantou, aí terá orgulho de ter uma capacidade mental, um trabalho maravilhoso e sublime, que não o obrigue a pensar somente nas coisas superficiais e assim irá conseguir a sua valorização, terá o respeito da critica e do povo em geral.