O Pensamento é um Produto do Cérebro?

Vamos fazer uma viagem no tempo, transportando-nos para o princípio do mundo, onde está a raiz das pequenas e primeiras obras dos seres humanos da época.

Deus o nosso criador, criou primeiro o ser humano "animais irracionais". Na minha opinião alguns desses animais irracionais teriam o privilégio de evoluírem e chegarem a serem racionais, que tivessem pensamentos e criações próprias para criarem e que esses seres teriam que aprender ao usar o raciocínio, conseguir as transformações universais e o primeiro seria qual? O “Pensamento”

É nesse momento que entendo a perfeição e a inteligência de Deus. Ele deve ter pensado que se os seres irracionais partissem do princípio que sendo irracionais, teriam com o seu esforço, alcançar a ser seres racionais, com pensamentos e criatividade próprias.

E assim aconteceu, entre todos animais feiosos, horrorosos e bonitos da época que já se comunicavam pelos gritos e urros, já tinham um linguajar próprio, diferenciado dos outros animais. Esses animais tinham uma altura de 50 a 60 cm., com suas caudas mais compridas que o seu comprimento, que fora do seu habitat, no solo, era uma presa fácil para os outros animais ferozes e carnívoros.

Mas eles, no seu habitat, que era e continua sendo o favorito deles que é a arvore, onde são verdadeiros acrobatas que conseguem girar em um tronco das mesmas de deixar qualquer um tonto.

Mesmo esses animais que não são carnívoros, que pintam e bordam, conseguem fazer qualquer animal irracional olhar surpresos para eles. Mas, não eram santinhos não!

As armas deles eram em conhecer bem as sementes de frutos duros que as árvores forneciam e tocavam os animais que estavam embaixo dessas árvores, a sair correndo desses coquinhos duros e doloridos. Com os seus braços longos davam impulsos violentes nesses coquinhos e se acertava; machucava!

Os macacos que tinham a força do pensamento, raciocínio e etc, foram duas espécies que há muitos séculos extintas, a Simiidae e a Hominidae, eram os mais inteligentes e que formavam armadilhas para caçarem os animais grandes que eram um grande perigo para eles.

Eles tinham a capacidade de atrair para as colinas e grandes montanhas esses animais pré-históricos e os aniquilavam a pedradas.

Bem, foi nessa época que o pensamento divino, essência do verbo que era “O Princípio” que criou nesses macacos numa terrível transformação, eles eram dóceis, mas feios pra caramba, e foram desenvolvendo em três raças porque se acasalavam com outras raças, uma das três e assim se transformaram numa só família, mesmo assim, mantinham guardas constantes sobre outros macacos.

E esse tipo de nobreza eles tinham, assim que ainda agita nos nossos seios vendo-os a se vivificar, prescindindo por uma lei que hoje a chamamos de “Lei Universal”.

Muitos macacos com as suas fêmeas, sempre elas em maior número, se separaram do seu bando, indo para outra parte do mundo para encontrar paz e sossego para as suas fêmeas terem seus filhos e criá-los.

Então o pensamento humano já se revela nessa busca de Paz, de macacos já racionais, em proteção a sua família.

O pensamento humano chispa, ele é o reflexo do Pensamento Supremo é também criador e organizador, é o coordenador em todo o trabalho, de todo o empreendimento do homem como um todo e do ambiente que o rodeia, e assim, a evolução foi mais rápida, o homem largando de ser primata e realmente a ser um “homo sapiens”.

E hoje em dia tudo nessa vida depende de nossos pensamentos e principalmente da nossa maneira de pensar é nesses dois elementos que assenta todo o poder de Concentração e do Equilíbrio Mental, que no homem deve existir entre o consciente e o subconsciente.

Em cada um de nós, hoje, levamos uma grande facilidade de criar, tudo pelo nosso pensamento.

Hoje somos possuidores de um mundo interior onde se multipliquem meios eficazes para afrontarmos, decidida e vitoriosamente os vulcões que por vezes nos desabam na existência e de afugentarmos os raios, que, de quando em quando fosforeiam no horizonte de nossa vida.

O pensamento é um produto do nosso cérebro que nos gera melhores condições de criações para que possamos evoluirmos cada vez mais, mas, também, é necessário a gente velar sobre os nossos pensamentos como velamos nossas palavras, temos que ter muito cuidado, porque há várias palavras vazias e ocas que nos fazem muito mal.

Estas palavras temos que eliminá-las de nossos pensamentos porque poderão levar a nossa vida para uma tragédia cruel.

Ainda existe isso dentro de nós que é muito animalesco, e também, existe a alegria de viver, a vontade de cantar, de dançar, de passear, de sentir a brisa, de sentir o mar, os rios e o céu.

Mas infelizmente somos fracos perante as bebidas, drogas que campeiam as nossas vidas.

Hoje, ainda, quando assisto algum circo internacional e vejo artistas voarem no trapézio, fazer coisas incríveis, muitas vezes, até sentimos inveja, de termos aquela ânsia, aquela vontade de voar como nossos ancestrais, voando de galho em galho aos berros e livres.

Quanto bons desejos que passam ainda! E estamos até então trabalhando energias para aprimorarmos a vontade para aclarar o caos mental que nos ameaçam.

Atualmente há várias doenças que temos que tomar cuidado senão poderemos contraí-la, o tédio, o desânimo, a maldade, a inveja e a mal querência, lutando contra estas coisas ruins do nosso pensamento, fazemo-nos de fortes, corajosos, otimistas, bondosos e amoráveis.