Um Pequeno Resumo da Nossa Realidade

   O aborto é um tema muito comentado, mas continua sendo a vergonha do século, porque a parte social, religiosa e governamental faz reuniões e mais reuniões para debater esse escândalo de mortalidade, já apareceram ideias maravilhosas, por pesquisas feitas pela imprensa de vinte anos atrás e que ficou no blá... blá...blá..., das reuniões e os excessos de cafezinhos bebidas e de cigarros queimados.

   Não é isso que a humanidade espera, ela acha que os temas devem ser debatidos com ardor e que nunca é colocado à prova, e, quando é posto, é como se fosse experiência e logo é deixado de lado, ou eliminado, por falta de verbas.

   As religiões fazem o mesmo, e o pior, acabam fazendo vistas grossas como se não estivesse acontecendo nada.

   Agora, sinto-me um palhaço abordando este tema, porque vai ser lido e esquecido. Por mais que a gente desenvolva sobre o assunto mais ideias brotam, não só do aborto.

   Cheguei à conclusão que são tantos casos que surgirão que o nosso Hospital de Cura Natural, TRATA – NÚCLEO DE TRATAMENTO ALTERNATIVO E NATURAL, que estamos construindo, é um pezinho de formiga para atender tantos casos.

   O aborto também é uma doença mental mais existente e, nos dias atuais está se avolumando cada vez mais, vamos precisar de milhões de voluntários que sejam abnegados para combater não só o aborto, porque não é só ele o problema, depois dele, largam as moças para a prostituição.

   Nós temos a obrigação de ajudar essas pessoas, mas é difícil, é complicado, porque a maioria dessas moças se tornou vitimas de bandidos da prostituição desequilibrada que ocorre no mundo inteiro.

   Terá que iniciar um trabalho para essa causa e não pode desanimar porque vamos encontrar a má vontade dessas moças, vítimas, que teremos de ser firmes, porque no atendimento, na proporção de mil casos, duzentos, com certeza, serão curados e oitocentos aproveitarão para se recuperarem e voltarem com mais saúde para a prostituição.

   Não vamos desanimar só estamos falando para que você que acha que a caridade vale em dar somente alguns centavos. Não é por aí, procure se reunir com pessoas a fim e desenvolver este lindo trabalho.

   E nós continuamos também atendendo todos os tipos de doenças que as pessoas pobres não têm condições de pagar.

   Para fazer uma campanha temos que enfrentar todas as dificuldades das reuniões dos cafezinhos e do queimar cigarros, garanto que terminando a reunião terão no mínimo duzentos voluntários, mas na realidade as que vão arregaçar as mangas e trabalhar no caso serão mais ou menos vinte, que também irão desanimando na caminhada e ficando muito poucos.

   Nos primeiros tempos as pessoas telefonam que não podem ir e dando desculpas fortes que não podem realizar esta caminhada e prometem pagar uma mensalidade para ajudar, estipuladas a quantia por eles, que pagam por alguns meses e param.

   Sabem por que as pessoas fogem?

   É porque elas sofrem de um mal pior que qualquer doença do mundo, PREGUIÇA MENTAL por isso que eu digo são mais doentes do que os próprios doentes.

   Esse é um resumo da nossa realidade.