Fixação

    A fixação normal é que usamos para fixar uma imagem e transportá-la para um papel ou guardarmos dentro do nosso subconsciente até no dia em que precisar.

    Tem pessoas que se lembram de paisagens, de imagens e de pessoas, tudo começa pela fixação.

   Ela é muito útil e agradável quando a usamos para um bate papo, conversando sobre o passado daquela moça de tranças, daquela árvore frondosa, daquela jabuticabeira do fundo do quintal da vovó, da chácara, da casa da chácara e de como era a chácara são coisas gostosas e saudáveis.

   Existe até tratamentos de cura por intermédio da fixação que relaxa a pessoa, e o tratamento é sem medicamento; é somente naquela conversa gostosa que a pessoa se senta bem e passa ter mais equilíbrio em sua vida atual: No amor, na família e no financeiro, principalmente no profissional porque no tratamento da fixação, a pessoa acaba superando a sua timidez.

    Esse tratamento já levou e levarão as pessoas ao sucesso em suas vidas e normalmente elas quando chegarem ao desencarne, a morte virá naturalmente.

    Já tive um caso que a pessoa tinha medo do escuro e quando faltava energia elétrica ela tinha ataques terríveis de nervos, de medo, não gritava, mas a fobia era tanta que dava a impressão que estava se afogando.

    Quando seus pais trouxeram-na no meu consultório eu falei que principalmente teríamos de descobrir o que levou ele a ter medo da escuridão.

    O paciente já era jovem e começou a rir e nos contou uma historia que ninguém conhecia porque ele não havia contado a ninguém.

    No primeiro ano escolar ele teve uma professora que devia ser neurótica, e ele não soube nos explicar o que fez para que essa professora tivesse tanta impaciência com ele, e que normalmente era posto de castigo num porão escuro, pela professora.

    “Até que um dia, foi um colega de castigo com ele no porão escuro e esse coleguinha foi picado por algum bicho, ele gritava tanto de dor e eu bati na porta até que a servente veio gritando para que eu parasse de gritar e foi quando ela viu o menino estendido no chão e três escorpiões grandes, que tinham picado o menino, ai ela se pôs a gritar e todos correram, o menino veio a óbito e ele terminou o ano com a mesma professora, porque o óbito do coleguinha foi contato pelo diretor que o menino entrou no porão brincando e a porta fechou. A professora não me mandava mais para o porão, mas ameaçava me mandar”, narrou o jovem.

    Ele foi curado, hoje é um médico. Mas, ameaçar uma criança os pais devem ter mais cuidado, como por exemplo, eles dizem: “Eu te dou aquelas chineladas”; ou “Eu te dou aquela surra” e mais “Cuidado comigo se pego você eu te mato”, essas palavras levam a criança na fixação e elas crescem com essa fixação.

    Fobia de andar de elevador, de fogo, de água ou de um acidente, sempre leva a pessoa ao estado da fixação, com medo ou até com pavor.

    A fixação tem cura sim, mas hoje o que mais atormenta as crianças e os jovens, é a falta de amor na família e os pais jogam na cara uma cobrança, principalmente, se os filhos não vão bem nos estudos, com certeza, vão cair na fixação.