Papa Francisco

    O papa eleito recentemente foi sábio ao escolher o nome de “Francisco”. Porque o santo, São Francisco de Assis traz uma linda história, ainda muito jovem se dedicou aos pobres, aos animais e as aves, de família abastada se tornou um jesuíta que se desfez da sua riqueza e se dedicou aos pobres, sempre dentro de uma humildade e conseguiu salvar muitas famílias, era alegre e muito sorridente que chorava junto àquelas pessoas que sentiam muitas dores.

    Escolheu o nome de Francisco, um nome forte de não ter medo de enfrentar as lutas dentro da própria religião católica, essa religião que não ligava para os jesuítas, tratavam-nos com desprezo e nojo.

   Era um jovem, agora é um idoso que escolheu o nome de São Francisco, assumindo uma posição perante todos católicos e ao mundo como se quisesse dizer: Vim para consertar o que está errado e apoiar o que está certo”, este foi também o lema de São Francisco.

   O Papa Francisco vem com a sua humildade peculiar e assim, trazendo a grande “Esperança” para todos que tem uma religião, não só para os católicos e sim para as outras religiões para que aprendam a respeitar as crianças e aos jovens que precisam ser olhados com carinho e muito respeito.

  Que todas as religiões neste momento, nesta “Esperança” que este homem nos traz, pensem nessas crianças e jovens que vem sendo cometidos de tantas atrocidades, porque não são só piores padres que cometem esses crimes graves, são todas as religiões é hora de parar e chegar ao consenso de não apontar o dedo, de acusar e de analisar.

   O Papa Bento XVI teve coragem de renunciar para que outro com mais coragem assumisse – aí está o homem.

  Sabemos o que ele irá passar não será fácil, até a sua vida corre grande risco, Papa Francisco estarei ao seu lado espiritualmente vibrando para não lhe acontecer nada e para que não esmoreça e mantêm a mesma energia São Francisco de Assis.

  Sigo sempre as caminhadas dos “Papas”, até o momento, tenho uma admiração pelo Papa João Paulo II, para mim foi o melhor e antes dele o Papa João Paulo I, o “Papa Sorriso”, veio a óbito em poucos dias, acho que se ele estivesse vivo teria feito grandes mudanças.

   O Papa João Paulo II, pela sua força passou por um atentado, que até hoje não ficou explicado, mas agora aparece o bispo argentino Jorge Mario Bergoglio que corajosamente escolhe o nome do jesuíta Francisco.

   Ficam atentos católicos, ele vem para acertar, ajude-o, esse homem tem coragem e de alguma forma já vem sendo atacado por alguns argentinos e a presidenta da Argentina não o vê com bons olhos.

   Quando ele foi Bispo de Buenos Aires o que ele fez ou errou, ou deixou de fazer não importa. Lanço aqui uma pergunta: “Vocês sempre acertaram em tudo?”.

   Apoiem no que ele tem que fazer, foi ele que escolheu o seu nome de “Francisco”, deem uma oportunidade a ele.

   Muito ajuda quem não atrapalha.

   Preste atenção, este homem tem um grande valor. Quem dirigiu o Bispado de Buenos Aires (Argentina), podemos dizer assim que é uma experiência pequena, mas que mostrou força, ele poderá ter muita dificuldades, no entanto, no bispado achou uma saída, com certeza achará sempre muitas saídas.

   Parabéns ao Bispo Jorge Mario Begoglio, agora Papa Francisco, abraços, estou com você.