Monge Antonio Gonçalves de Oliveira

          Sou Antonio Gonçalves de Oliveira estou no "Amor Entre os Povos" há mais de 20 anos e minha vida mudou muito depois que comecei a freqüentar essa filosofia. Eu era uma pessoa triste, não tinha objetivo na vida, não tinha fé, vivia por viver, a minha vida não tinha muito sentido. Depois que passei a freqüentar o "Amor Entre os Povos", comecei a ter mais amor na minha família, na vida, amor ao próximo.

          Aprendi os ensinamentos do Senhor-Mestre e com as visitas que fizemos às pessoas necessitadas, vi o quanto de dedicação de todos daquela filosofia para com as pessoas e o quanto é gratificante a gente ver, fazer e praticar. Vi também o que acontecia quando as pessoas recebiam.

         O resultado do trabalho que a gente faz com visitas as pessoas doentes, que estavam mal mesmo, se recuperando, alegres, a gente sentia aquela... é indescritível explicar a reação das pessoas, a cura e a gratidão delas, não tem como dizer, não tem como explicar com palavras. A realização que a gente sente. Gratificação interior de ver as coisas acontecendo, a felicidade das pessoas que recebem e assim foi passando o tempo, a minha vida melhorando, ajudando, recebendo, e também as coisas acontecendo.

         Quero dizer a minha vida tinha tantos problemas sérios que vinham sendo resolvidos, várias coisas aconteciam. Cada problema sério achava que não tinha solução, problemas financeiros, eu tinha que acertar contas e não via onde tirar dinheiro, de repente a solução aparecia. Impressionante, tinha fé, me entregava e nos meus pensamentos dizia que vai acontecer e acontecia. É inexplicável.

          Fazíamos viagens para buscar energias da natureza e uma delas, em São Tomé das Letras, nossa que coisa maravilhosa! Que energia! A outra para a Serra da Canastra, nossa! É indescritível que a gente sente de energia, de fatos que a gente via. São só coisas boas, nesses 20 anos o que eu vivi, o que presenciei, o que senti e o que aconteceu pra mim, para os meus filhos, e minha família. Quantas coisas boas aconteceram, é indescritível

          Agora a prova maior que tive na minha vida foi no acidente, quando capotei o carro, eu senti proteção e na hora que o carro estava capotando, eu senti que sei lá, ... como eu vou explicar, eu senti como se fosse uma intuição, não sei se foi bem uma intuição, eu ouvi uma voz, dizendo: "fique calmo, tranqüilo que não vai acontecer nada com você, fique como está, fica tranqüilo, não vai acontecer nada" e o carro foi capotando, capotando no ar, e a hora que ele parou de bruços com as quatro rodas para cima, o tanque de combustível cheio de álcool, o álcool escorrendo,  quando sai e vi que só o lado que eu estava sentado, sem amassar, sai do carro, foi aparecendo motoristas de caminhão para fazer o salvamento. Chegaram lá, me viram, pensaram que eu tinha morrido, correram para virar o carro, com medo da explosão, e viram que eu estava vivo, sem nenhum arranhão, falaram: "não é possível, esse cara viveu de novo, tal...", ali vi que realmente fui protegido, fui salvo por Deus, ali senti o que era ter fé e praticar o bem, então ali vi que é bom seguir os ensinamentos de uma religião como o Amor Entre os Povos e viver seguindo os ensinamentos do Senhor-Mestre Florêncio, quantas e quantas coisas aconteceram na minha vida e com os ensinamentos dele consegui superar e estou superando, até hoje, eu estou vivendo e passando por cada fase que só com fé para poder superar.

         Então só tenho que agradecer, enquanto eu estiver nesse carma, vou estar com o Amor Entre os Povos com certeza, essa é a minha religião do coração. Meu coração, está plantado aqui, encontrei a minha verdadeira devoção, a minha verdadeira religião.

         Obrigado Senhor-Mestre, obrigado a todos os irmãos do Amor Entre os Povos, só tenho a agradecer por tudo que tenho recebido, e eu faço tão pouco, as vezes fico pensando que quero fazer mais, as vezes me questiono que tenho que fazer mais, muito mais, para o Amor Entre os Povos.

         Paz para todos.